Abonos, seguro-desemprego e indenizações judiciais serão reajustados em 2022

O salário mínimo sofrerá um reajuste e de R$ 1.100 passará a ser de R$ 1.169, já previsto na lei orçamentária anual de 2022, e é mais conhecida como PLOA. Demais pagamentos que estão diretamente ligados ao piso nacional sofrerão reajustes. Portanto, os abonos do PIS/Pasep, seguro-desemprego e o BPC provavelmente terão valores mais altos em 2022.

Esses pagamentos terão um índice corrigido de no mínimo 6,2%, caso confirmem o INPC que se acumulou no mês de janeiro. 

Valores reajustados em 2022

De acordo com o Ministério da Economia, os valores do piso nacional devem ser corrigidos assim que ocorrer a divulgação dos dados da inflação. O governo ainda propôs um novo orçamento de R$ 41,7 bilhões para o seguro-desemprego do ano de 2022. Há grande expectativa de que cerca de 8,2 milhões de trabalhadores consigam receber esse benefício.

Abonos, seguro-desemprego e indenizações judiciais serão reajustados em 2022
Fonte/Reprodução: Original

O PIS/Pasep também será reajustado e os trabalhadores que forem receber esse abono em 2021, terá como principal base o novo valor do salário mínimo de R$ 1.169, no entanto, para ser elegível a recebê-lo deverá ter trabalhado ao menos um mês com a carteira assinada e recebeu até dois salários mínimos no ano de 2020.

O Benefício de Prestação Continuada

O BPC/Loas que é pago pelo INSS para idosos e pessoas deficientes e carentes, poderão utilizar o novo valor do salário mínimo como base principal. No caso de quem possui deficiência e seja impossível realizar qualquer tipo de trabalho, assim como idosos de 65 anos ou mais terão direito ao reajuste que sairá de R$ 275 para R$ 292,25. 

Juizados especiais

Com a correção do salário mínimo, ocorrerá o aumento do teto de indenizações pagas aos que conseguiram ganhar ações nos Juizados Especiais Cíveis e Federais. Anteriormente o valor era de até 40 salários mínimos, porém esse limite subirá de R$ 44 mil para R$ 46.760. 

Juizados Especiais somente passam a ser procurados por aquelas pessoas que desejam processar a União, no caso o INSS. As indenizações neste teto serão de 60 salários mínimos, ou seja, cerca de R$ 70.140.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.