Droga que apodrece pele humana faz vítimas

Depois se ser ‘eleita’ como uma das drogas mais populares da Rússia, a presença de Krokodil, substância conhecida por causar um efeito de apodrecimento da pele humana, foi confirmada como sendo usada por pessoas que estão no oeste do México, de acordo informa o jornal britânico Daily Mail.

O pozinho branco pode ter efeitos devastadores (Foto: Divulgação)

Norte-americana foi internada por uso de droga que apodrece a pele

As autoridades de Puerto Vallarta, que fica no Estado de Jalisco, declaram que uma americana de 17 anos de idade, moradora da cidade de Houston, recebeu atendimento depois de sofrer com os efeitos colaterais da chamada “heroína de pobre” durante uma viagem ao local.

Jovem estava genital corroída

De acordo com as informações do Enrico Sotelo, médico-chefe do conselho para viciados de Jalisco, a jovem que foi parar no hospital pelo uso da droga é moradora do Estado americano do Texas. Ela chegou ao México a passeio, para visitar familiares, em novembro e se internou em uma clínica de Puerto Vallarta alguns dias depois que chegou ao país, para tratar de problemas digestivos.

Depois de examinar a jovem, os médicos passaram a acreditar que a jovem sofria de uma doença sexualmente transmissível, pois suas genitálias estavam com uma espécie de corrosão. “Não era sexualmente transmissível. Ela disse que vinha utilizando Krokodil há dois meses”, explicou José Sotero Ruiz Hernández, que é do Instituto Nacional de Migração, durante uma entrevista ao jornal El Periodico Correo.

Droga corrói a pele (Foto: Divulgação)

Moça disse ter consumido droga nos EUA

O médico que atendeu a jovem disse que não existe nenhum outro caso da droga em Jalisco e que a garota disse ter consumido a droga nos Estados Unidos. Até esse momento, existe somente um outro caso de jovens tratadas pelo consumo de Krokodil em solo mexicano, uma pessoa no Estado fronteiriço de Baixa Califórnia.

A vítima não foi identificada e seu status é incerto, uma vez que ela nunca retornou à clínica que tinha procurado em um primeiro momento.

A Krokodil é um substituto caseiro para uma droga bem conhecida: a heroína. A substância ganhou popularidade na Rússia. A droga é feita a partir de uma mistura de anestésicos, iodo, fósforo, gasolina e outros produtos químicos.

Leia também:

1 comentário

  • A vida é insuficiente para muitas pessoas. Para elas o “barato” é viver a vida que produtores e vendedores de drogas recomendam como algo bom e desejável.
    E se entopem de cocaína, maconha, crack, LSD, cachaça, cerveja, uísque, gim, vodka, tequila e outras porcarias da moda, fazendo a alegria dos que lucram com isso (e não são poucos) (já pensaram, por exemplo, quanto se vende de ambulâncias e equipamentos médicos no Brasil?).

    A propósito: onde estão seus filhos agora? Eles podem muito bem estar se entendendo com um desses corvos humanos, acompanhando os amigos no “barato”. Talvez amanhã ele nem volte para casa. ou talvez ele fique uns dias em um hospital. Mas essas drogas, legais ou ilegais, todas têm a chancela social. É politicamente incorreto falar do que tantos “curtem” aceitam como parte da vida: a felicidade química, a alienação, o risco, a doença, os acidentes, a dependência do crime, o sofrimento, a degeneração mental, a miséria econômica, a incapacitação, a orfandade dos próprios filhos e a MORTE.

    Lembre-se dos seus amigos que morreram de câncer e de cirrose provocadas pelas bebidas e todos os profissionais que tiveram suas carreiras e sua vida familiar destruídas pelas drogas (incluindo o álcool) e se interesse pela vida social de seu filhos.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.