Devo parcelar ou pagar à vista o IPTU e IPVA 2022?

Todos os anos os brasileiros têm uma série de responsabilidades relativas ao pagamento de tributos obrigatórios. O IPTU e o IPVA, por exemplo, são dois impostos que estão sempre  na cabeça das pessoas no início do ano.

Com 2021 se aproximando chegou a hora de organizar as finanças e programar o pagamento desses impostos mais uma vez. Se planejar financeiramente é muito importante e evita dores de cabeça, como a contração de dívidas extras, por exemplo. Isso também vale para o IPTU e para o IPVA.

Geralmente esses dois impostos são cobrados com condições de pagamento que variam entre pagar à vista ou fazer o parcelamento. E sempre surge a pergunta: é melhor fragmentar a dívida em partes pequenas ou quitá-la num único pagamento?

Quais os benefícios de parcelar o IPTU e IPVA 2022?

Se você não se planejou ou não conseguiu formar uma renda que garanta o pagamento à vista desses impostos, então a melhor opção é mesmo dividir em parcelas que cabem no seu bolso. Você não garantirá algumas vantagens relacionadas à quitação em parcela única, mas também terá a segurança de poder arcar com os custos das parcelas.

Devo parcelar ou pagar à vista o IPTU e IPVA 2022 (2)
Fonte/Reprodução: Original

É importante dizer que não vale a pena recorrer a empréstimos e outras formas de dívidas para se livrar logo do IPVA e do IPTU. Nem entrar no cheque especial ou qualquer maneira de obter crédito do mercado financeiro. A ideia é quitar dívidas e não contraí-las.

O parcelamento dos tributos é mesmo a melhor opção caso você não possa optar pela quitação à vista, então aproveite essa forma de pagamento.

Quais os benefícios de pagar à vista o IPTU e IPVA 2022?

Agora se você se planejou direito e tem uma situação financeira mais confortável onde dispõe da possibilidade de separar parte do seu dinheiro apenas para quitar os tributos, então a melhor opção é sem dúvidas o pagamento em parcela única.

Essa modalidade permite que você obtenha descontos interessantes no valor total da dívida. Essa dedução varia de estado para estado, mas, em média, o percentual é de 3% de desconto para o IPVA e 4% no caso do IPTU. Em alguns casos específicos, esse abatimento pode ser de até 10%.

Portanto, a dica é: fique atento às suas condições financeiras e também às condições de pagamento oferecidas pelo estado onde você mora.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.